sobrenome

Estava precisando sentir mais um pouco, mais uma vez. 
Buscar aquela sensação. Aquela ansiedade que nunca se alcança de verdade. Que é tão imperfeita e, ainda assim, é nela que carregamos desejos.Como se chama? Ah...Pedro, Eduardo, Fernando, Cristiano, Rogerio, Marcelo, Ivan, Daniel, o sobrenome é que é o mesmo...Paixão

Não é assim

Ah, eu entendo porque age assim. Mas não compreendo porque  permanece assim. Eu entendo que têm uma longa historia e que sofrimentos calejam as perspectivas.Mas,se o objetivo é ser feliz, ao menos é o que  todos parecem buscar, onde está a razão do sacrificio? Não posso aceitar as lamentações que se apresentam em silencios, como se isso pudesse justificar a inercia.ou definição. Não. Não foi assim que me contaram o amor. Não foi para isso que me despi de tantos medos. Não é assim que se apaga o olhar.

Muletas

Não seja avesso. Não fuja. Não conteste porque que isso provoca contradições difíceis de aceitar. As ataduras que pensas corrigir, apenas destorce e calcificam ainda mais torto o que pode se tornar um defeito, mas, como consertar? O ideal é que se quebre e refaça. Mas e o risco?O risco de não dar certo? Bem, neste caso, use muletas. Talvez essas mesmas que há décadas te amparam. E quando não for possível mais usa-las, vai ter que aprender a caminhar, porém, sem desfrutar da possibilidade de tentar outra vez, corrigir.

Paixão

Estava precisando sentir mais um pouco, mais uma vez. 
Buscar aquela sensação. Aquela ansiedade que nunca se alcança de verdade. Que é tão imperfeita e, ainda assim, é nela que carregamos desejos.Como se chama? Ah...Pedro, Eduardo, Fernando, Cristiano, Rogerio, Marcelo, Ivan, Daniel, o sobrenome é que é o mesmo...Paixão

subtração

Me tira o folego  
tira  o chao
Me tira a razão de não evitar,
inebria

Engole, cospe
 
e nunca termina...



©2010 Danny Montenegro Por Escrito em Nanquim