Tortura

É sombrio e desesperador.
É vazio e sonhador
É a vastidão da ausência, num sopro de esperança 
Um cantar de sussurro 
Em tua carne está minha fraqueza,
Mas não me desnuda só dela
É pior, me rasga nas feridas 
E quase morta me procuro a toda sorte
Saio do meu juízo e busco na tua boca 
palavras enroscadas nas letras
És a tortura.

Nenhum comentário:

©2010 Danny Montenegro Por Escrito em Nanquim